Sistemas Loterias

30 de dez de 2009

Guardas Super Motivação Para Iniciar Bem 2010 !!!!

Super motivação e Criatividade para Superar os Limites do Sucesso em Épocas de Crise. Na conturbada vida globalizada dos nossos dias, temos... thumbnail 1 summary
Super motivação e Criatividade para Superar os Limites do Sucesso em Épocas de Crise.

Na conturbada vida globalizada dos nossos dias, temos a impressão que o mundo disparou e que o ontem, o hoje e o amanhã estão infinitamente próximos, voando em direção ao estresse e as incertezas dos acontecimentos, em uma contemporaneidade assustadora.

O mundo passa atualmente por uma crise econômica, atingindo as grandes, médias, pequenas instituições e a cada cidadão em particular. Torna-se necessário sermos criativos e motivados para contornar as mudanças e, ainda, coragem para confiar e ter em mãos os instrumentos próprios para adequar as velas e redirecionar o barco ao rumo certo e seguro do sucesso. O melhor caminho em tempos de crise é trabalhar, estudar, acreditar e fazer coisas diferentes.

Se todos os dias fizermos as mesmas coisas, todos os dias, obteremos os mesmos resultados. Temos que fazer coisas diferentes para que, obviamente, obtenhamos resultados diferentes, pois o que nos leva à ação, à motivação e a mudança é a Fé, é acreditar que vai dar certo.
No entanto, essas mudanças, como sabemos, ocasionam uma rejeição psicológica ao novo, por esse motivo a situação exige que o líder seja flexível, que aceite os novos valores e, sobretudo, que seja super motivado, aberto às informações e sempre um eterno aprendiz com uma pedra bruta nas mãos e que precisa esculpi la para chegar a perfeição.

A motivação é a alegria de viver, a força que estimula a agir, a autoestima que preenche o vazio de um ser humano. Uma pessoa motivada está repleta de autoestima, gosta de si mesma e ama aos seus semelhantes, independente de cor, raça, posição social ou religião.


Somente com elogios e motivação poderemos sobreviver nos dias atuais, com tantas negatividades brotando de todos os lados nos meios de comunicação, como a televisão, o jornal e o rádio que adoram enfocar notícias sensacionalistas em torno de guerras, mortes, doenças, fome e crimes.

O mais interessante é que a motivação precisa ser estimulada, visto que ela não pode ser despertada de outra maneira a não ser no interior do próprio indivíduo. A instituição deve buscar recursos externos (cursos, palestras, treinamentos) para que a motivação sempre esteja ativa no colaborador, pois colaborador motivado é sinônimo de sucesso garantido dentro de uma organização.

Para o colaborador, a motivação é o fator responsável para sua satisfação, enquanto que para o Gestor significa desempenho de qualidade.

A motivação no meio institucional é um dos fatores mais importantes na retenção de talentos, bem como para o crescimento da instituição.

O salário, de acordo com as pesquisas, vem em quinto lugar na lista de interesses. Um colaborador, motivado por sua carreira, entusiasmado pelo que faz e reconhecido pelos seus líderes, estampa nos seus olhos a felicidade e não reclama do que recebe no final de cada mês.
Já o servidor desmotivado recolhe-se na tristeza de seu interior, contamina seus colegas com negatividades, joga a culpa na instituição, no prefeito, no serviço prestado, na família, nos colegas, enfim, cria barreiras intransponíveis em sua vida pessoal e na carreira profissional.

Quando isso acontece, ele só faz o necessário, para fazer jus ao que já recebe sem desafios a serem superados.

Um colaborador motivado faz questão de vestir o uniforme da instituição, se compromete como se ele fosse a própria instituição, dá ideias e sugestões de maneira espontânea, é franco em responder às perguntas, como se estivesse trabalhando para si próprio, parece feliz no seu local de trabalho e cria um bom relacionamento com seus colegas.


Uma instituição, quando investe no treinamento motivacional, está estimulando as pessoas a descobrirem como influenciar e agir na mudança de seu comportamento.

Se, para muitos profissionais da segurança pública, ser motivado é uma tarefa muito difícil e requer treinamentos constantes, imaginem o quão trabalhoso é para se adaptar as exigências do mercado atual, que exige pessoas SUPERMOTIVADAS.

O super motivado é mais intenso e determinado do que o motivado, enquanto o motivado dá motivo à ação, o super motivado transfere essa ação positiva a todos os que lhe rodeiam, transformando-os em “Fora-de-série” e verdadeiros entusiastas.

O super motivado não se acomoda, é uma fonte de criatividade, sua mente não para, como se fosse um radar transformando a crise em novas perspectivas para o sucesso.

Só o super motivado tem o prazer de pensar, ele consegue transformar suas idéias em realidades, utilizando o indefectível triângulo da energia, disciplina e ousadia para enfrentar os contratempos e obstáculos que normalmente surgem no caminho para desencorajar uma meta.

Uma característica significativa dos “Fora-de-série” é que, quando aparece um problema, são eles que trazem diferentes soluções ao invés de ficarem atados a uma única resposta. Em épocas de crise, eles são inovadores e ainda trazem a certeza que a inovação é criatividade em ação!

Transformam pontos fracos em pontos fortes, encaram o desafio como a oportunidade de agir e, assim, mostrarem toda a sua capacidade aos seus líderes, pois sabem que com isso poderão crescer na instituição. É com este tipo de colaborador que a instituição pública consegue superar uma crise.

O super motivado sabe que as crises sempre existiram desde o início dos séculos e que todas elas assustaram os povos daquelas épocas e que, também, sumiram, assim como desaparecem o que criamos na nossa mente. Desta forma, o fora-de-série nunca demonstra aos seus liderados os pontos fracos, mas sim as lições que extraímos quando agimos para solucionar o problema.


E você? É apenas um motivado ou um super motivado?


Você somente dá motivo à ação ou é um FORA-DE-SÉRIE que transforma problemas em soluções e transfere essa ação positiva aos que lhe acercam?





Reflita sobre tudo isso!



FÁBIO AUGUSTO – GUARDA MUNICIPAL 3ª CLASSE

ACADÊMICO DO CURSO DE GESTÃO PÚBLICA – UCDB

CONSELHEIRO COMUNITÁRIO DE SEGURANÇA – REGIÃO LAGOA – SEJUSP/MS

PARTICIPANTE DA 1ª CONFERÊNCIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA – BRASÍLIA 2009

Palpites Loterias