Sistemas Loterias

27 de jul de 2011

Polícia indicia dois por morte de estudante na USP

A investigação sobre a morte do estudante Felipe Ramos de Paiva, de 24 anos, que morreu dentro do campus da USP (Universidade de São Paulo) ... thumbnail 1 summary
A investigação sobre a morte do estudante Felipe Ramos de Paiva, de 24 anos, que morreu dentro do campus da USP (Universidade de São Paulo) em 18 de maio deste ano foi concluída pelo DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa). A informação é da SSP (Secretaria de Segurança Pública de São Paulo).

Ainda de acordo com a secretaria, até esta quinta-feira (28), a polícia irá pedir a prisão preventiva dos dois suspeitos, que foram indiciados por crime de latrocínio – roubo seguido de morte.

O estudante foi baleado no estacionamento FEA (Faculdade de Economia e Administração), depois dos bandidos tentar roubar seu carro.

De acordo com o suspeito, Irlan Graciano Santiago, de 22 anos, ele e seu cúmplice decidiram cometer o crime depois de consumir maconha por “necessidades”. Santiago alega ter dificuldades para sustentar seu filho de um ano.



Ainda segundo ele, a dupla então decidiu ir até a USP e se deparou com a Ecosport. Eles fizeram a vítima refém e circularam por uma hora no campus em busca de outra vítima. A deficiente, que seria corcunda, não foi vítima do roubo por “pena”, de acordo com o suspeito.

Depois de matar o estudante, a dupla fugiu e liberou a deficiente “perto da USP”, segundo Santiago. De acordo com o delegado divisional Maurício Guimarães Soares, a polícia pode pedir a prisão preventiva dele ao longo do inquérito. Santiago foi indiciado por latrocínio, cuja pena pode chegar a até 30 anos de prisão.

Fonte:R7

Palpites Loterias