Sistemas Loterias

1 de abr de 2009

Guarda Ambiental de São Bernardo faz segundo flagrante em três dias

após três dias de sua inauguração, a Guarda Civil Ambiental de São Bernardo já fez dois flagrantes de crime ambiental na cidade. O primeiro... thumbnail 1 summary

após três dias de sua inauguração, a Guarda Civil Ambiental de São Bernardo já fez dois flagrantes de crime ambiental na cidade. O primeiro, um despejo de terra e entulho em local irregular, aconteceu neste domingo (29/3), no Jd Laura. A GCM atendeu a denuncia feita por moradores e apreendeu o caminhão.
Nesta segunda-feira (30/3), a Guarda Ambiental encontrou um barraco de alvenaria, em propriedade da EMAE (Empresa Metropolitana de Águas e Energia), com 10 tarrafas de pesca, oito pássaros silvestres e cerca de 700 metros de rede além de outros materiais usados para a pesca, na Estrada do Capivari, depois da balsa.
"Vimos uma trilha que não conhecíamos e de longe já deu pra ver redes, alçapões e alguns passarinhos do lado de fora", afirmou o guarda civil Alan Alves.
No local moravam quatro homens, sendo que o mais novo tinha 19 anos.
De acordo com a GCM, o local é considerado como primeiro escalão de preservação ambiental, no entanto, já sofreu, pelo menos, cinco crimes ambientas, entre eles o de bosqueamento (uma parte da área destruída para a construção de novas instalações) e desmatamento. "Os danos muitas vezes são irreparáveis. Algumas espécies de vegetação podem demorar cerca de 10 anos para sua reconstrução", afirmou a comandante ambiental Rosangela Correia.
Os oito pássaros apreendidos, entre eles um sabiá e um bonito, devem ser encaminhados ao IBAMA para um processo de readaptação. A GCM de São Bernardo irá auxiliar com o transporte dos animais para sua recuperação. "As aves retiradas do seu habitat natural perdem a sensibilidade, podendo adoecer e nunca mais voltar para a mata", disse

Palpites Loterias