Sistemas Loterias

27 de jul de 2014

Guarda Civil recupera parte de carga roubada da Samsung

Além de eletroeletrônicos da Samsung, foram levados notebooks da HP. Motorista que havia sido feito refém na Anhanguera foi libertado por G... thumbnail 1 summary

Além de eletroeletrônicos da Samsung, foram levados notebooks da HP. Motorista que havia sido feito refém na Anhanguera foi libertado por GCMs.


Guardas-civis metropolitanos de Cajamar libertaram um motorista de caminhão que era mantido refém e recuperaram parte de uma carga de eletroeletrônicos, das marcas Samsung e HP, em um sítio, próximo à Rodovia Anhanguera, na manhã deste domingo (27), de acordo com a sala de comunicação da Guarda Civil do município, na região metropolitana de São Paulo. O veículo havia sido roubado momentos antes, na própria Anhanguera. O montante estimado de produtos roubados da Samsung chega a R$ 150 mil, e da HP, a R$ 80 mil.

Por volta das 9h, um caseiro de um sítio vizinho estranhou a movimentação e ligou para o proprietário do imóvel, que, por sua vez, acionou a Guarda Civil Metropolitana da cidade. Uma equipe foi enviada ao local, na altura do km 46 da rodovia, que constatou que os suspeitos faziam o transbordo da carga do caminhão que havia sido roubado momentos antes, no km 44.

Os guardas-civis pediram reforço. Com a chegada de mais quatro equipes, os suspeitos fugiram nos veículos utilizados no roubo do caminhão, um gol branco, um VUC (veículo urbano de carga) e uma van. Ao menos dois dos suspeitos fugiram a pé por uma mata próxima. Ninguém foi preso.

O motorista do caminhão que havia sido roubado foi libertado sem ferimentos. Parte da carga roubada que ainda não havia sido transferida foi abandonada no local. A ocorrência foi registrada da delegacia do bairro Jordanésia, em Cajamar. Representantes da Samsung e da HP compareceram ao distrito policial para avaliar o prejuízo dom o roubo da carga, segundo a Guarda Civil.

Em uma outro ocorrência há 20 dias, uma quadrilha de cerca de 20 homens roubou uma carga de equipamentos eletrônicos portáteis diretamente da fábrica da Samsumg em Campinas, no interior de São Paulo. Segundo a empresa, o total dos produtos roubados foi avaliado em R$ 14 milhões. Na ação criminosa, 50 funcionários foram feitos reféns.

Palpites Loterias